quinta-feira, 23 de julho de 2009

O VENTO

O vento varre as velhas ruas da nossa linda capital, o vento leva o barco ao longe arrasta as folhas no quintal, pois ele sabe que e` outono e a tarde tras o seu sinal, desenha um universo novo nas nuvens brancas do varal.
O vento sobe uma colina assobiando uma cancao ele atravessa uma avenida depois da antiga estacao o vento desce uma ladeira, abraca o velho casarao, depois visita uma favela e alegra um triste coracao.Quem sabe de onde vem?Quem sabe pra onde vai?Assim 'e todo aquele que 'e nascido do Eterno Espirito do Pai.O vento corta as verdes ondas do nosso belo e imenso mar, espalha flores e aromas faz a floresta se agitar. O vento tras um pensamento ao escritor a meditar, levanta o leve passarinho no seu desejo de voar!
(Gladir Cabral)
Ficadiica
Abraco Ciin


2 comentários:

Bruna Bianconi disse...

isso não me é estranho, foi o texto que o Pr. Matheus leu?

Ciiiii,
te amo muito fraga!

Juliane Oki Carraro disse...

Demais essa músicaaa
Perfeita!
Amo vc Cinnnnnn
Bjss

SIGAMEOSBONS