sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

CURIOSA.

É sempre em cima da altura que ela não tem que olha o mundo. E das coisas que ela não sabe que fala melhor. E dos sentimentos que ela não poderia sentir que se abastece. Tudo é de todos? Tudo é de graça? Tudo é amplo? E então, ela insegura, tem medo de não saber mais. De se perder. Das suas bolinhas de gude desagruparem e saírem correndo pelas valetas do mundo. É realmente não é todo mundo que fica bonito saindo de um banho de chuva gelado e enxergando em volta. Se enxergando. Sem seu território devidamente, conquistado e fechado, bonito. Com água quente e toalha seca.O lugar estava cheio, as pessoas vazias. O lugar estava quente, as pessoas frias. O lugar estava insuportável, mas as pessoas juravam ser legais. As ruas não existiam pra ninguem.Não existe mais o que perder, não existe amor lá, aqui, ali. Acho que finalmente está ficando tarde demais.Ela e suas maquiagens de brinquedo, para esconder de brinquedo, uma emoção de brinquedo. Usando salto para uma noite cansada. Achando "graça" que o dia terminava justamente porque começava de novo.
Estava impossível andar de salto alto naquele chão com tantos corações esmagados.
Cin.












6 comentários:

bru. disse...

nossa, que profundo.
isso me lembrou algo relacionado com o dia primeiro. credo.

te amo <3

Luísa choonps disse...

oun, profundo mesmo !

gostei muito *-*

Bruna Bianconi disse...

Profundo mas ótimo! :)
Fraga ♥

Mô Dollo disse...

oi cin!
existem vários corações precisando de sementes vivas e verdadeiras que podem vir através de vc!

tamo aki!
bjomeliga!

Juliana Dias disse...

INTRIGANTE!

LuLyZzZ disse...

Poutz! Coração vazio e estragado tem um bando por ai...
Vamos levar um pouquinho de cola pra consertar eles?!
Será que cola?!
Colou!!! Grudou!! Não desgruda mais, inseparavel amor que nos preenche do vazio...
Amo vc pichuca!
Beijus no seu coração coladinho!

SIGAMEOSBONS