sábado, 7 de novembro de 2009

QUANTO TÁ ?!

E eu continuo andando e não saindo do mesmo lugar é como estar em uma esteira se mexendo mais sempre ali. Nada muda, nada se resolve, o emprego que era meu porto seguro me deu um pé na bunda, o baile de mascaras entre amigos nunca termina, ele foi embora mais nunca disse adeus, os negócios próprios tão pior que montanha russa, a facul trancada, o que me faz bem faz mal, os meus sonhos estacionados.Como se eu tivesse culpa de alguma coisa. Ter azar pra jogar no bicho e não ganhar nem se quer na rifa é uma coisa, agora não ter sorte em nenhuma área da vida é outra história. Tentar, arriscar, deixar o medo de lado e mesmo assim ver que nada, absolutamente nada acontece ta me fazendo molhar a fronha. Não fui eu que estacionei o carro da minha vida, ele quebrou, fundiu, sei lá...Seguro é luxo.Por favor alguém tira ele daqui? Alguém pode chamar o guincho pra mim?! Pode ligar a cobrar do meu celular que não funciona! Chama um táxi ? mais paga a corrida porque eu to sem grana, ou me da uma carona? mais por favor não se importe que eu more longe! melhor ainda só me fala onde é o ponto de ônibus! Eu só preciso sair daqui. Eu só preciso ver as coisas funcionando.Eu juro eu to tentando fazer com que as coisas aconteçam, com que o carro funcione e já desci da esteira e fui andar por ai mais eu só vejo as mesmas avenidas, as mesmas ruas, os mesmos assuntos, as mesmas pessoas, as mesmas oportunidades que me fazem andar por quilômetros atoa. Só queria que a vida me levasse pra algum lugar bem longe daqui, bem longe de mim. Não vou mais sorrir querendo chorar.
E por favor quanto ta o chá de sumiço!? Talvez eu possa pagar.

mais uma da Ciiin

Um comentário:

Bruna Bianconi disse...

diz pra mim também...muito bom seu text fraga...pra variar.
te amo @;

SIGAMEOSBONS