quinta-feira, 24 de junho de 2010

TENHODITO.

Às vezes é um instante.A tarde faz silêncio.O caos do pensamento.A lógica do vento.A órbita do tempo.A pausa do retrato.A voz do coração.
A curva do universo.A fórmula da vontade.
O salto do desejo.
O alcance da promessa.O agora e o infinito. Às vezes eu pressinto e é como uma saudade.
Me traz o seu sossego, atrasa o meu relógio.Acalma a minha pressa. Me dá sua palavra. Sussurre em meu ouvido.Transformar a perda em recompensa é só o que me interessa!
Daqui desse momento, do meu olhar pra fora o mundo é só miragem. A sobra do passado, borra a maquiagem. Quando eu olhar pro lado eu quero estar cercada só de quem me interessa.

Silêncio.
Cin.

3 comentários:

Brunno Lopez disse...

'Tranformar a perda em recompensa'

Isso tocou numa corda do meu violão que nem existia mais.

Estou seguindo.

Grafite disse...

"A sobra do passado, borra a maquiagem."
AMEI *O*

muito lindo,

beiijo,
*.*

Juliana Dias disse...

Perfeito! Saudade nada mais é que um sentimento de duas faces!

Grande beijo!

SIGAMEOSBONS